Jump to content

[Desenvolvimento] Lockheed B-34



O Lockheed  B-34 Ventura está planeado para uma próxima atualização do War Thunder, e pode ser visto como uma versão mais rápida, mais pesada e maior do Lockheed Hudson.


Em setembro de 1939, a empresa de aviação Lockheed contactou os seus representantes britânicos e propuseram uma versão mais avançada do Lockheed Hudson. O novo avião era baseado num avião de transporte civil, da mesma forma que o Hudson era baseado no Lockheed 14 Super Electra. No entanto, o novo avião foi baseado no maior Lockheed Lodestar. Os britânicos eventualmente aceitaram a proposta e ordenaram 675 unidades.


b34_01_450_b910720d0540339f28b8c1a2fed92 b34_02_450_7c23eb5f0362b51c72997ada1b56d

O avião resultante, chamado de Lockheed Ventura, era visualmente muito semelhante ao Hudson. De facto, o alçado era praticamente o mesmo, apenas maior e mais pesado. Estavam disponíveis dois motores radiais Pratt & Whitney R-1820 com uma capacidade de produzir 1200 cavalos, que deu ao avião um bom alcance em troca de menores velocidades. No entanto, os britânicos planearam usar o Ventura como bombardeiro médio e exigiram maiores velocidades. Os engenheiros da Lockheed equiparam o Ventura com os motores Pratt & Whitney R-2800-S1A4-G , com 1850 cavalos cada. Estas unidades de energia permitiram ao avião ser 80 km/h mais rápido que o Hudson, mas com um alcance operacional inferior.


b34_05_450_258d14b074b78ef30fffb591f7570 b34_06_450_6e7357785bda5f94e245161118cc0

A RAF equipou três dos seus esquadrões de bombardeiros com o Ventura (designado como Ventura Mk I) e fizeram as primeiras sortidas de combate a novembro de 1942. No entanto sofreram pesadas baixas durante raides diurnos a alvos na Holanda, e após apenas alguns meses de serviço, foram substituidos pelos significativamente mais rápidos Mosquitos. As tripulações britânicas reclamavam da demasiado pequena capacidade de bombas, apesar do Ventura ser capaz de carregar o dobro que o Hudson. Numa tentativa de melhorar as características do Ventura, uma nova versão designdada de Ventura II foi ordenada, equipada com os motores mais potentes R-2800-31, capazes de produzir 2000 cavalos. A subvariante mk II, a mkIIA tinha equipamento e armamento norte americano e estava destinado a ser entregue aos britânicos, mas na realidade, apenas 25 Venturas Mk IIAs foram entregues. Mais de 264 Mk IIA foram reclamados pela USAAF e renomeados para B-34 Lexington. Ao desempenhar as ocasionais patrulhas antisubmarino, o Lexington era muito mais útil para treinar tripulações. No entanto, ele serviu como base para o bombardeiro naval Lockheed PV-1 Ventura, que era simplesmente uma versão naval do B-34.


b34_03_450_0c954d97e376e84358c3f43f1e427 b34_04_450_59a1902c5c5e0b8d8835071969553

Se você está familiarizado com o Hudson, então conhece a agilidade elevada e leveza do avião bimotor. O B-34 é exatamente o oposto; é maior, mais pesado e com maior capacidade. Devido à maior massa, o B-34 tem uma maior asa, o que significa que você não pode esperar combater caças com o Hudson. Devido a isto, o B-34 está mais perto de um bombardeiro convencional, trocando agilidade e velocidade por capacidade e armamento defensivo. Tal como na via real, o B-34 é significativamente mais rápido que o Hudson devido aos motores mais potentes, mas não é rápido o suficiente para escapar a caças inimigos. Isso não significa que o B-34 não tenha quaisquer defesas. O avião tem um total de oito metralhadoras de 12.7 mm - duas delas fixas no nariz, quatro em posições flexíveis na secção ventral e nariz, e como é normal em bombardeiros norte americanos, a fuselagem é resistente ao ponto de aguentar danos significativos. O avião consegue carregar até 3000 libras de bombas (1361 kg).


920_f4c82e66aaa56e804c40801918d16ce9.jpg

Download the Wallpaper here: 1280x1024 | 1920x1080 | 2560x1440


A Equipe War Thunder!

Devblogs anteriores:

  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...